O sombra maior

Disse-me que por lá andou 14 ou 15 anos, não sabe bem. Tem a minha idade o que, por si só, permitir-me-ia tecer um grande número de considerações, daquelas, etc e tal. Penso nisso diversas vezes, mas não me apetece escrever sobre o assunto. Não é disso que se trata. Ora bem, o sombra maior (o tipo é mesmo grande!) começou por ser “tanquista” mas, não sei como, já não me lembro, acabou por ir parar ao curso de pilotos de helicóptero onde não teve sucesso e foi assim despachado para o curso de comandos onde passou com distinção. Andou por aí, durante anos, no mato. Em missões de reconhecimento, segundo disse. Depois da tropa, foi para a polícia, PIR, polícia anti-terrorismo, polícia anti-motim e sei lá mais o quê. Isto não tem muita piada. Já a forma como ele o descreve é que me dá uma vontade de rir de todo o tamanho. Ao menos isso. Isso e o facto de, apesar de tudo, ser um tipo bem disposto e com humor.