África madrugadora

Se me dissessem há uns bons anos atrás que acordar às 5 e tal da manhã seria normalíssimo, diria que alguém estaria grosso. Eu, um noctívago inveterado que sempre gostei da noite. Do silêncio da noite. Desde que vim para África, ainda gosto da noite mas já me habituei a acordar cedo. Como hoje. Deu para ver o raiar do dia, às 5:36. Cerca de uma hora mais tarde, a visita do médico para ver a evolução do joelho. Parece que voarei já no sábado para Jo’burg. Adiante. Receber o Dr. T. é sempre agradável, pois constitui uma boa oportunidade para dois dedos de conversa.

4 Respostas to “África madrugadora”

  1. mariageraldes Says:

    (…) “sempre gostei da noite. Do silêncio da noite” (…) ahahahhahahah Tb eu…é claro q gosto da parte “do silêncio da noite” ;) :-)

  2. ac Says:

    é preciso uma rotura do menisco para te tirar daí, nem que seja por uns dias?
    Boa sorte para a cirurgia.

  3. Jo Ann Says:

    Eu também, sou uma noctivaga veterana, culpa dos meus pais! (e escrevo sempre melhor quando tá tudo silencioso e num há movimento em lado nenhum…)

    Ah Jo’Burg…
    Gostaria de voltar, há dois anos que não ponho lá os pés. Mas de certeza que não quero ir pelas mesmas razões. Ça va pas? :p

  4. miguel Says:

    maria lolllllllllll :)

    ac, nem imaginas como é que vou sair. Sair eu saio, o problema acho que vai ser mesmo como entrar…

    Jo Ann, somos 2. O culpado é mesmo o meu pai. Eu desenhava muito melhor no silêncio da noite, madrugada fora. Assim como estudava muito melhor já de madrugada. Jo’burg, o primeiro destino em África há 15 anos.

Os comentários estão fechados.