Pesadelos

Encontrava-me num qualquer sítio, aparentemente na Europa, num país germânico pois agradeci em alemão a uma delicadeza de alguém. Dei comigo numa paragem de autocarro com um conhecido sem que me recorde de quem se tratava. Esperávamos calmamente pelo transporte, num ambiente tranquilo, quando, de repente, começámos a ouvir tiros. Vários. Não muito longe do local onde nos encontrávamos. Afastei-me alguns metros da paragem para tentar indentificar a origem dos tiros quando todo o cenário mudou, repentinamente. Obervei o local que estava a ser alvo dos tiros e que era uma esquadra da polícia, toda ela pintada com o azul forte característico. Era bem visível o tracejado das balas, o seu impacto na parede e audíveis as rajadas que lhes davam origem. O som característico da kalachnikov. A resposta era igualmente forte. Ao regressar para o local de onde partira para alertar os demais, confirmei a mudança de cenário constatando estar em território africano. Mal começara a falar, fui interrompido pelo aproximar de homens fardados de beige armados com AK47, agachados por entre os carros enquanto os combates prosseguiam. Levaram-nos rapidamente para uma sala onde ficámos aparentemente detidos. Ao longe observávamos movimentações de comboios, misto ferroviários/rodoviários (não sei como), com vagões metálicos hexagonais prateados os quais acabariam por descarrilar com o deflagrar de engenhos explosivos. Com grande habilidade, as tropas espanholas (porquê espanholas?) que se encontravam nas imediações acabaram por conseguir controlar a situação e o comboio prosseguiu a sua marcha (já não me lembro bem onde é que entravam aqui os camiões). Procurei uma forma de me afastar do local onde estava invocando a necessidade de fazer uma chamada telefónica numa cabine ali próxima e daí encetar uma tentativa de fuga. Quando me apercebi que tinham descoberto os meus intentos acordei. Pouco passava das duas da manhã, com a garganta seca.

Há muito que não me lembrava de um sonho/pesadelo. Provavelmente lembro-me perfeitamente deste porque foi interrompido abruptamente quando vi os tais tipos de beige na minha direcção com cara de poucos amigos.

2 Respostas to “Pesadelos”

  1. Jo Ann Says:

    Acordaste antes de ser morto, foi isso que te salvou.

  2. miguel Says:

    Salvou-me disso mas não da perna rebentada! ahahahahha :P

Os comentários estão fechados.