Na fisioterapeuta

Já com a sessão iniciada, estando eu de barriga para baixo, começa a estonteante e loiríssima fisioterapeuta a contar-me como se exercitava. E de como, na véspera, tinha feito tantos exercícios de pernas e glúteos que lhe doía tudo. De tal forma que quando o marido lhe mandou uma palmada nas nádegas – ao dizê-lo, manda-me a mim uma para demonstrar como tinha sido – doeu-lhe de tal forma de tão dorida que estava. Após ter apanhado a palmada, ergui o tronco, virei a cabeça para ela e perguntei-lhe “Sim? Continue, continue…”.

4 Respostas to “Na fisioterapeuta”

  1. maria Says:

    Já não sais de Johannesburg! LOL :))

  2. miguel Says:

    LOL maria! Wishful thinking… :DDD

  3. Says:

    Pois, mas não te viraste para cima não foi? pois, pois …

  4. Miguel Says:

    Bom Zé, eu tê-lo-ia feito tivesse eu a certeza que ela já tinha parado com as palmadas…

Os comentários estão fechados.