Nas nuvens

Ahhhhhhhh por lá ando há algum tempo. Contigo. Sem norte, nem sul, este ou oeste. Sem fome, nem sede. Sem sono. Não há frio nem calor, apenas há. Tu e eu. Nós. E voamos, saltamos, abraçamo-nos, beijamo-nos como se não houvesse amanhã, apenas o agora. Sem fim. Dizem que o céu é o limite, não é. Não há limite para algo assim. Só o infinito. Houve um princípio algures mas não olho para baixo. Mesmo não tendo vertigens, sou incapaz de desviar o olhar das miragens à minha frente. Deliciosas. Idílicas. Infinitas. Tu. É para onde vou.

9 Respostas to “Nas nuvens”

  1. cat Says:

    Se calhar estava na altura de mudar o nome ao meu blog. :)
    beijos.

  2. miguel Says:

    Para “nas nuvens”? ;) beijos

  3. mph Says:

    LOL, isso está mesmo em fase aguda :DDDDDDDDD

    Jokas, pá!

  4. maria Says:

    Conta…conta!:DDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDD

  5. Jo Ann v. Says:

    Enaaaaaaaaaaaaa!

  6. Emiéle Says:

    Ele não conta!

    Cá por mim não acho mal, porque nos deixa a imaginar e é bem giro imaginar…
    :)
    e a propósito, já «tiveste tempo» para terminar o cabeçalho do blog, (eu sei que não é assim que se diz, mas gosto de dizer!) pelo que posso deduzir é bom teres tempo…!

  7. filipe Says:

    UUffff…!!! Bem, a coisa está rosa. Muito Rosa.

    Terás discorrido desta forma perante a pancada de uma qualquer pedra (filosofal)?

    Tê-lo-ás feito quando Erasmus te baralhou e te ofereceu, de bandeja, a gélida sensualidade germanica?

    Nestas alturas não havia blogs… que pena.

    Gostei

  8. Tess Says:

    Até fiquei com lágrimas vituais nos olhos, Miguel

  9. miguel Says:

    :))))))))))) a todos :)

    maria, não conto, não conto, não conto!

    Já tive tempo já Emiéle, percebes.

    Filipe, um abraço! :)

    Tess :)

Os comentários estão fechados.