Nosso Super

Será inaugurado amanhã – se li bem no JA de hoje – o primeiro Nosso Super, supermercado de grande capacidade, na Boavista. O acontecimento está inserido no que foi designado por Programa de Reestruturação do Sistema de Logística e de Distribuição de Produtos Básicos à População (Presild). Ao todo, serão cerca de 10.000 novas unidades comerciais a construir em todo o país, com a Odebrecht a ficar com a construção dos grandes supermercados, centros de distribuição e mercados municipais, num investimento total até 2012 que totalizará, a preços actuais e de projecto lol, 1.007 milhões de USD. Realce para a criação de dezenas de milhar de postos de trabalho de Cabinda ao Cunene, para além da pretendida dinamização económica em todo o país. A parte interessante de uma notícia publicada há uns tempos pela Angop é que “ numa primeira fase, a Odebrecht vai gerir os supermercados com vista a recuperar os investimentos aplicados na construção e só posteriormente os estabelecimentos passarão às mãos de empresários nacionais, através de um concurso público.” (Hello? Is there anybody out there?!)

6 Respostas to “Nosso Super”

  1. pp Says:

    recuperar investimentos, empresarios nacionais… lol miguel
    I hope one day someone will be here…
    [mesmo de prata:)]

  2. Miguel A Says:

    Vamos ver qto tempo dura esta empreitada… e quem vai ganhar fortunas com ela… os mesmos do costume, de certeza.

  3. pp Says:

    Miguel A, quando aposta ganha sempre, certo??
    [de prata :)]

  4. miguel Says:

    Por acaso, ao colocar esta notícia quanto a outros aspectos sobre os quais não me pronuncio – lol – a que me chamou mais a atenção é que, uma vez mais, temos as construtoras portuguesas contentes com obras de 11 milhões quando a Odebrecht ganha “uma” obra que valerá mais de 1.000 milhões…

  5. Miguel A Says:

    PP, não consigo compreender a questão, as minhas desculpas. Dá para escrever o mesmo de outra forma? obg

  6. Manel Says:

    Depende do “capital de risco” já ouviram falar do CRIC??? Pois é com uma linha de crédito de 300M, nunca chegas lá …

Os comentários estão fechados.