[foto] A caminho do Congo

f008-21042007c.png

A caminho da fronteira do Massabi, no último troço em fase de conclusão, a imagem algo insólita. Um jovem, aparentemente com algum tipo de deficiência, com um porte físico de tal forma que lhe permitia empurrar o carro, picada fora, carregado de grades de cerveja vazias, para troca junto à fronteira do Congo, e, das lavras, todo um conjunto de produtos hortícolas e frutos. Debaixo de um sol abrasador.

10 Respostas to “[foto] A caminho do Congo”

  1. Mario Says:

    Caro Miguel, não consigo deixar de perguntar (até porque não tive paciência para vasculhar todo o blog) qual a sua profissão para viajar tanto? É que quem está preso em Luanda morre de inveja!

  2. miguel Says:

    Olá Mario. Um dia revelarei mas não agora. Abraço.

  3. miguel A. Says:

    Como diz um colega meu, e com razão, às vezes (ou muitas) ‘tiram-nos do sério, mas lá que sofrem ‘pra caramba’ também é verdade… mais uma pic de antologia

  4. ac Says:

    perdoa-me a pergunta mas vai trocar as grades vazias por o quê? grades cheias?

  5. Mario Says:

    Acrescento outra pergunta desta vez menos indiscreta, com que máquina tira estas fotos? Aplica algum tratamento posterior? É que as cores estão fantásticas!

  6. miguel Says:

    miguel A. a grande maioria tem uma existência bastante dura para os nossos padrões.

    ac claro que é por cheias! Vende os frescos na fronteira e regressa com as grades cheias de cerveja do Congo para vender na buala.

    Mario, a máquina é uma Canon 400 EOS e uso várias lentes. São os primeiros passos para chegar a algo mais sério lol. O sonho mesmo é uma máquina máquina do tipo Hasselblad :p

  7. ac Says:

    cheias? e ele chega com elas cheias ao destino ou vai fazendo como o padeiro que ia distribuir o pão e comia metade pelo caminho antes de chegar aos clientes?;)

  8. ss Says:

    Por falar em fronteira do Congo, não posso deixar de me lembrar de algo que já ouvi um bom cento de vezes: o meu pai fez tropa por essas bandas, e como de louco não tem nada, reza a história que ficou a ver o sol ao xadrez por ter ido arriar o calhau ao congo lol…

  9. miguel A. Says:

    Sim Miguel, são desumanos os esforços fisicos a que muita desta gente é sujeita diáriamente.

    Em termos Europeus, ficamos a olhar para as fotos e pensamos ‘epá, o tipo tem cá uns musculos’, ‘ganda cabedal’ mas mais a sério, o esforço feito é surralista.

    Por isso escrevia que sofrem para caramba.

    Essa de utilizares várias lentes na máquina é que ainda não me tinha apercebido, se bem que achasse quase impossível uma lente única apanhar tanta imagem diferente com qualidade superior.

  10. miguel Says:

    ac, claro que cheias. Ai dele se as devolvesse vazias…

    ss, isso e que era amor a patria ahahahahahaha!

    miguel A., se leres a imprensa nacional, teras a possibilidade de constatar historias de malta que nao faz mais nada para sobreviver, que vive em condicoes miseraveis a merce de tudo e mais alguma coisa. Nao e mesmo nada facil…

Os comentários estão fechados.