Suplementos

Folheava o jornal local quando, na minha leitura diagonal, deparo-me com algo diferente dos mambos do costume. “Economia & Finanças”, no topo da página, e uma coluna, à direita, com sugestivos títulos: “Negócios” (boa, boa, é também para isso que cá estamos), “Serviços”, “Bolsa” (ahn? Bolsa? Komué? Vai ou não vai?) e “Finanças”. Parei o movimento dos dedos e direccionei toda a energia para o movimento ocular, concentrado no conteúdo da primeira página. E foi assim que fiquei a saber que a “hotelaria arrecada 167 milhões de dólares”, para ser informado de seguida que há “disparidade de preços no fabrico de carimbos” e que ““Angola poderá ser uma Suiça em África”” dito por M. Melo [1] (suponho que seja uma espécie de Lando lá da “banda”…)

Admito que o artigo sobre os carimbos constituiu, para mim, uma enorme surpresa. Sabia lá eu que um carimbo com 10 milímetros de largura e 25 de “cumprimento” custava 1.632 kwanzas… (e muito menos quais os requisitos necessários para se mandar fazer um).

O restante caderno está interessante, sobretudo porque avança já com uma secção do BPA com dados sobre os mercados internacionais. Tem os fixings para várias moedas, a evolução gráfica do índice Futsexinhua (China) nas últimas 9 sessões, valores para diversos crosses do mercado cambial, commodities, mercados accionistas e indicadores económicos relevantes, entre outros. Finalmente, encontro um jornal que apresenta a evolução do índice Futsexinhua.Custou, mas foi! Quanto aos indicadores económicos penso que são da maior relevância o ZEW, o IFO ou mesmo os Leading Indicators e a indicação do período a que se referem e se são MoM ou YoY. Safaaaaaaa!…

[1] Os brasileiros têm aquela capacidade imbatível de fazerem os outros acreditar que aquilo que dizem é mesmo o que pensam. Então isto aqui está cheio de montanhas e neve? É famoso pelos seus chocolates e pelo seu sistema financeiro? É um país interior? Etc, etc, etc…

2 Respostas to “Suplementos”

  1. catarina Says:

    E canivetes, não? :D

    O índice tem um nome bestial!

  2. miguel Says:

    Canivetes? LOL! Deve reconhecer-se o esforço. Mas isso não basta. Não basta fazer copy/paste de um lado qualquer e espetar noutro lado. Onde é que está afinal a função pedagógica da informação?!

Os comentários estão fechados.