O cliente tem sempre razão

É um conceito levado ao extremo nos EUA. De forma algo radical. Há duas noites, fomos jantar fora e a segunda rodada demorou mais tempo do que seria normal. Ao irmos ao balcão pedir as bebidas, mandaram-nos o gerente à mesa e apresentamos verbalmente o nosso descontentamento por já estarmos a comer a “seco”. Depois de nos apresentar desculpas, trouxe ele próprio as bebidas à mesa e informou-nos que eram por conta da casa.

Hoje no hotel passou-se algo de semelhante. Uma das pessoas que viajou connosco veio mais cedo para o hotel e, por diversos motivos, viu-se privada de entrar no quarto. Deslocou-se para o restaurante do hotel e o seu ar devia ser de tal modo que o responsável do restaurante perguntou-lhe o que se passava. Perante o “insólito”, ofereceu o almoço à senhora enquanto esperava pelo marido.

Miguel

5 Respostas to “O cliente tem sempre razão”

  1. kianda Says:

    1º Mundo … Olha isso aqui em Portugal AHAHAHAHAHA … ainda discutem contigo porque tás a falar mal do estabelecimento comercial :-)

  2. miguel A. Says:

    A Kianda ‘tirou-me’ as palavras da boca… lol

    Na Tuga? ainda tinhas de pagar indemenização, seguramente ahahah

  3. maria Says:

    Aqui temos o livro de reclamações! LOL :)

  4. emiele Says:

    Miguel, gostei tanto deste teu post que amanhã vou deixar lá em casa um outro a plagiá-lo…
    As vezes que dizemos “se fosse na América”, e depois deixa-se tudo na mesma.

  5. miguel Says:

    Pois… lol. São abordagens ligeiramente diferentes. Convém apenas acrescentar que relativamente ao almoço oferecido pelo restaurante do hotel, a senhora em causa não conseguiu entrar no quarto porque a chave desmagnetizou-se e como o quarto estava em nome do marido, quem estava de serviço na recepção entendeu que não estavam reunidas as condições para dar outra chave… lol.

Os comentários estão fechados.