Archive for Março, 2008

Olha! Não é a Miss Angol… auuuuuuêêêêê!!!

27 Março 2008

[este post foi precedido da tomada de vários calmantes devido às cenas que a seguir se descrevem]

Como é sobejamente conhecido, o senhorio deste blogue não faz repastos em qualquer taberna. Pavoneia-se pelos melhores tascos da cidade capital, do país mais pujante do continente africano por onde pairam as moças e moços mais encantadores que a cosmopolitana urbe viu nascer, crescer e procriar, dando assim continuidade às mais belas criaturas jamais vistas por estas paragens.

Dava hoje por encerradas as minhas incursões a um destes restaurantes da cidade, por ter esgotado a ementa, quando noto, pelo canto do olho, uma elegante silhueta a deslocar-se com alguma determinação no sentido norte-sul daquela rua (o pormenor geográfico, apesar de aparentemente acessório é importante para memória futura). Trajando um vistoso (e leve) vestido prateado, calçando umas sandálias igualmente prateadas com alguns centímetros de altura (daquelas mesmo grossas à frente) e salto alto, morena, cabelo desfrisado e apanhado atrás, com um elástico a prender-lhe o cabelo, colar e relógio a condizer, unhas pintadas com um verniz escuro, assim como os lábios e uma leve sombra nas pálpebras, sobrancelhas acertadas, o que realmente despertou atenção foi a parte cavada do vestido por debaixo dos braços já que não usava soutien… Sensacional, sem qualquer margem para dúvidas. A Micaela é um assombro de mulher. Mulher, mulher. Mesmo. Sugiro apenas que mude de conselheiro de moda. Tão bonita e bem feita que é, não precisa de tanta “espampanância”.

De joelhos

25 Março 2008

No regresso do almoço, tempo para notar algo de inusitado pelo canto do olho num restaurante das proximidades. De joelhos, vários engraxadores aplicavam vigorosamente graxa nos sapatos dos clientes enquanto aqueles almoçavam. Já tinha ouvido falar, noutra altura e noutras paragens, deste tipo de refeições… mas não eram engraxadores…

Cinema

25 Março 2008

belasshopping.jpg

Por cá tem sido um dos hábitos mais costumeiros nos últimos tempos. As salas, 8 no total, são boas e algumas estreias mundiais são exibidas por cá muito pouco tempo depois. O Belas Shopping, já online em versão html ou flash, permite a quem não mora em Luanda Sul verificar quais os filmes em exibição. É uma grande ajuda numa cidade como Luanda.

Nos últimos tempos consegui ver “O Gangster Americano (American Gangster)“, “Atirar a Matar (Shoot ‘Em Up)“, “Guerra (War) “, “Promessas Perigosas (Eastern Promises)“, “10.000 AC (10.000 BC)“, ” A Lenda do Tesouro Perdido (National Treasure: Book of Secrets ” ou ainda “Eu Sou a Lenda (I Am Legend)“. Tirando o Guerra, com Jet Li e Jason Statham, onde fui completamente ludibriado, todos os outros foram razoavelmente bons e voltaria a vê-los. A nota especial vai para”Atirar a Matar”, como não poderia deixar de ser. Para além de Clive Owen, que retive na memória após ter visto o inesquecível “Closer” (com a excelente actuação de Natalie Portman e, porque não, Jude Law e Julia Roberts), a sempre fantástica e divinal Monica Bellucci.

Uma última nota: até ao pôr-do-sol, cada bilhete custa 600,00 Kz, daí em diante é 1.200,00 Kz…

Um dia, a minha

25 Março 2008

spaceshuttle.jpg

Gentilmente surripiada na Time.

Dentro de horas

19 Março 2008

Celebrar-se-á mais um aniversário da Guerra do Iraque, o 5º. E com ele, muito pesar pelas vítimas. Do lado da “Aliança”, as fatalidades registadas até 15 de Março de 2008 totalizaram 4.290 militares dos quais 3.987 norte-americanos e 303 de outras nações (286 europeus, 6 da Oceania, 5 americanos, 4 asiáticos, 1 africano e 1 não identificado). Do lado norte-americano, 98 militares eram do sexo feminino. A idade média das baixas é de 24 anos, 1/3 entre os 20 e 22 anos. Isto apenas do “nosso” lado. A tragédia, do outro, é incomensuravelmente maior em número e no tempo.

Se à tragédia humana juntarmos um dos muitos dados disponíveis sobre esta guerra, ficamos com uma dimensão aterradora da mesma. Só aos EUA já custou 500.000 milhões de dólares, ie, cerca de 176 milhões de euros por dia (ao câmbio actual), já para não falar do que nos está a custar a todos nós indirectamente.

Quando acabará?

Fonte: The Wall Stree Journal, Banco Central Europeu
Links de interesse: Reuters, Time

Miguel

Um abraço

19 Março 2008

Estaríamos agora juntos na Austrália mas não deu (uma vez mais!), por isso vai daqui este no dia do pai! (fica para quando dermos a volta ao mundo).

Miguel

Já posso?

19 Março 2008

Então aqui vai disto!

Miguel

[foto] Contagem decrescente

19 Março 2008

f039-24022008.png