Archive for Abril, 2008

Ciao Intermarket!

30 Abril 2008

Nunca mais lá compro nada. Apesar de abominar muita coisa (em particular quando ando chateado), se há algo que me faz passar de todo é a falta de qualidade do serviço prestado ao cliente. Após ter feito umas compras de rotina na 2ª feira, lá fui eu todo lampeiro em direcção à saída das traseiras, para entrar logo na marginal, tendo sido gorado o propósito pela segurança presente no local. Segundo o segurança, tinham sido instruídos para não deixarem mais ninguém passar por aquela saída.

E se fossem para o @#%&*?!!!

Traduzindo… o facto de já não poder mais utilizar a saída das traseiras, fez com que demorasse mais quase 2 horas a chegar a casa. Porquê? Porque tive que apanhar a estrada que vai para o Cacuaco, ir ao porto e apanhar um hipermega-engarrafamento na marginal…

Mas há ainda um pequeno pormenor que me põe literalmente doido. Os senhores do Intermarket tiveram a inteligência de pedir aos clientes o talão das compras antes de se sair do estabelecimento e depois de se ter passado pelo caixa. Ninguém confirma nada já que apenas traçam um risco no talão. E porque é que não introduzem essa regra no portão de trás de modo a evitar que qualquer um utilize a mesma para escapar ao trânsito, entrando pela principal e saindo pela das traseiras?

Descompliquem meus! Até lá, arrivederci!

No ginásio

30 Abril 2008

Aguardei pacientemente em pé, e todo nu, que o companheiro de ginásio (ou do resto) terminasse de vestir as calças brancas, a camisa azul e branca às riscas, a gravata roxa, o alfinete dourado, o casaco do fato, também ele branco, claro, as meias pretas e os sapatos pontiagudos brancos e pretos. Já a preceito, imediatamente antes de se dirigir para a porta de saída do balneário, olhou-me de soslaio e desejou-me boa sorte. Esta mania da superioridade lixa-me todo!

Rapidinhas

30 Abril 2008

Qu’isto não há tempo (nem disposição, diga-se) para mais!

Geografia

17 Abril 2008

A terminar de estacionar o carro, o puto mais puto aproximou-se do carro e tentou abrir a porta. Perante a impossibilidade de fazê-lo, por estar trancada por dentro, encostou o espelho lateral ao vidro da janela. Reparei então que estava com uns óculos escuros completamente vanguardistas. Ao sair do carro disse-lhe logo que tinha uns óculos fantásticos, fazendo o P., seu amigo, rir-se com a minha observação. Disse-me logo que eram da Califórnia. Califórnia?, perguntei-lhe. E tu sabes onde fica a Califórnia?!, reforcei. Claro que sim, respondeu-me com um sorriso rasgado, fica na América! Ah… na América, prossegui, e tu sabes onde fica a América?, testei-o. Sei sim!, disse-me ainda com o enorme sorriso, fica na Europa!, disse-me com toda a convicção. E o P. a corroborar desta opinião. Ai é?, disse-lhes, então quantos continentes é que tem o mundo?, perguntei-lhes encostado ao carro. 3!, disse o mais puto. 2!, disse o P.. E quais são?, pedi-lhes para mos dizerem. O mais puto respondeu prontamente que os continentes eram a África, Europa e Ásia. O P. disse-me que eram só África e Europa. Perguntei-lhes que estudos tinham ao que me responderam terem a 7ª e 5ª classes, respectivamente. Expliquei-lhes quantos e onde ficavam os continentes apontando com as mãos a sua direcção. E que, se da próxima vez me dessem as mesmas respostas, ia ficar muito chateado com eles.

AOA

15 Abril 2008

Afinal, o código do kwanza actual é AOA e não AKZ como habitualmente uso. Embora o AKZ seja mais perceptível, devo começar a usar o AOA. Fica aqui a referência onde estão todas as moedas.

Afro Music

15 Abril 2008

É o primeiro canal de língua portuguesa dedicado à música africana e, por isso, a ter obrigatoriamente em casa. Seguidos passaram “As Kizombas” do Proletário featuring Yuri da Cunha e os não menos magníficos Warrant B com o seu grande sucesso “Anda dançar” (e que videoclips!).

E se…

15 Abril 2008

Uma condutora viu o seu veículo apreendido pela polícia, numa operação stop, devido ao óleo alimentar que tinha no depósito sem ter pago o devido (?) imposto. Isto independentemente de não lhe saberem dizer onde poderia fazê-lo. O miserabilismo a que chegou o Estado (de todos nós) é impressionante. Só hoje é que tive conhecimento deste episódio caciquista e  assaltou-me de imediato a seguinte dúvida (por desconhecimento da lei, como é óbvio): quando eu andar a cavalo pelas ruas de Lisboa, caso seja mandado parar numa operação stop, verei o meu cavalo igualmente apreendido por não ter pago o [devido] imposto sobre o feno?!

As Kizombas

15 Abril 2008

Com o divinal Proletário e Yuri da Cunha. Não é o último lançamento mas é, sem margem para dúvidas, uma das grandes músicas dos últimos anos e que atingiu grandes níveis de popularidade. Filmado na Fortaleza, o conjunto merece a pena ser visto e ouvido.

1ª página

13 Abril 2008

“Vibradores sexuais viram moda erótica em Luanda”
in Agora, nº 573, de 12.04.2008

Alien versus Predador – Requiem

13 Abril 2008

Encontrava-me no Belas, a caminho do cinema, quando fui abordado de forma algo intempestiva por uma fã (assim o pensava). Eis o que se passou:

– Aaaaaaahhh acho que te reconheço…, dirigiu-se-me algo extasiada
– Pois, é natural, retorqui com aquele ar de quem é conhecido por tudo e todos
– Sim, tu não és aquele actor da novela das…
– Não, minha menina, disse-lhe secamente interrompendo-a, o meu nome é Chefe, O Chefe!, e retomei o passo determinado com que me dirigia à bilheteira do cinema para ver o Alien Versus Predator, Requiem.

A sala encontrava-se cheia. Desde pessoas da terceira idade, a casais e crianças. Fiquei sem perceber a razão que terá levado muitos a abandonarem a sala durante a exibição do filme. Quanto ao filme propriamente dito, é de destacar o grande desempenho do Predador. Claramente mais maduro, com um grande desempenho nas cenas mais dramáticas e a promessa de excelentes desempenhos futuros. Já o Alien, só pode ter um padrinho dos grandes pois o desempenho continua a ser sofrível…

Depois…

11 Abril 2008

…desta notícia, chegou a vez da Frontier Airlines anunciar a decisão de ter requerido protecção dos credores ao abrigo do “Chapter 11“. Os argumentos são algo idênticos em todos os casos – incluo aqui a ATA, a Skybus Airlines e a Champion Air, as quais “entraram” no Chapter 11 nos últimos 15 dias – sendo o principal o preço do barril de petróleo a $110 e o mau momento da economia americana. A dimensão e realidade das companhias é díspar. Desde a ATA com 35 anos de existência até à recente Skybus Airlines que proclamava ser uma Ultra Low Cost Carrier… Yeah, right! De tal forma que até faliu… Quanto à Frontier, caiu na sessão de hoje no Nasdaq qualquer coisa como 69,43% e um volume 50 vezes superior à média dos últimos três meses.

[foto] Depois do pôr-do-sol no Namibe

11 Abril 2008

[foto] Namibe

11 Abril 2008

Domingo…

11 Abril 2008

Depois de alguns dias mais a sério, já me diz que no domingo, se puder ser, gostaria de descansar um bocado e dormir mais do que tem dormido. Terá ainda coragem para referir-se a quem quer repousar um bocado ao domingo como sofrendo do “síndroma dominical”? Joder!

No barbeiro

11 Abril 2008

É um dos acontecimentos “sociais” a que acho piada. À entrada, uma mão estendida de alguém que já não via há algum tempo, o meu amigo K., da TPA. Afinal, vamos os dois ao mesmo barbeiro. Após a troca de cumprimentos e do então como estás? Há quanto tempo pá! o barbeiro perguntou ao cidadão que estava sentado ao meu lado, com o cabelo todo rapado, se também estava ali para cortar o cabelo o que, perante a evidente resposta, fez com que me perguntasse ao que ia. Pente 2, disse-lhe. E assim foi. Esfregado a álcool após o serviço feito. Um espanto de frescura. Voltando um pouco atrás, mais para o meio, tempo ainda para ouvir dois amigos cumprimentarem-se. Homens do ar. E que também já não se veriam há muito dado que o último a chegar perguntou ao primeiro como estavam os filhos. Ouviu, como resposta, que os filhos eram apenas um… E lá disparou o último uma daquelas frases divinais do tipo “mas o que é que andas a fazer? Estás a trabalhar mal! Andas distraído ou o quê?”. Não, respondeu, apenas tinha começado mais tarde… E os barbeiros cortavam o cabelo aos quatro sem dizer palavra. Outro, sem cliente, ia varrendo a barbearia. Televisão ligada no TVC1 mas o som que se ouvia era o da Rádio Nacional. Até que, de repente, fez-se silêncio. A Rádio Nacional anunciava “uma pequena remodelação governamental” de acordo com a nota de imprensa divulgada pelos serviços de apoio à presidência. O silêncio era total. O anúncio era grave. O Ministro dos Transportes, André Brandão, foi exonerado sendo nomeado para o seu lugar Augusto Tomás, ex-Ministro das Finanças e Governador da Província mais ao norte. Para o cargo de Governadora de Luanda, Francisca do Espírito Santo. E mais umas nomeações, menores. Concluída a leitura da nota, retomou-se a conversa na barbearia. E no Zimbabwe, como é que está a situação? Paguei, desejei boa noite e um bom fim-de-semana aos presentes…

[foto] Aproximação a Luanda…

8 Abril 2008

Decisões

8 Abril 2008

Verdadeiramente desastrosa a que foi tomada no sentido de fechar completamente ao trânsito uma das ruas mais movimentadas do Maculusso, pelas 19h, de modo a pôr-lhe um tapete novo. O tapete é bem-vindo, já o mesmo não se pode dizer de se fechar a rua em plena hora de ponta…

Ainda não percebi porque é que cá não se trabalha à noite, excepção feita para algumas actividades. Para além desta a não menos surpreendente ausência de trabalho à noite (e outros) por parte dos chineses que estão a esburacar há meses a ilha de Luanda. Para além de outras questões simplesmente inacreditáveis associadas à execução da obra causando enormes transtornos a quem passa pela ilha, apenas trabalharem um turno é que não lembra ao diabo.

[foto] Montes verdes

8 Abril 2008

Aloha

8 Abril 2008

Se muitas sobreviveram à desregulamentação do sector, os actuais níveis do preço do petróleo, aliados a modelos de negócio “low”, também nos “costs”, e, no caso específico, à crise que assola actualmente os EUA, é com pena que se assiste à partida de mais uma companhia aérea. A Aloha Airlines, fundada em 1946 no Havai, junta-se agora a tantas outras que cruzaram os céus ao longo das últimas décadas como as famosíssimas Pan Am, TWA, Varig, Swissair, Sabena, Viasa e muitas outras. Pergunto-me agora o que acontecerá à TAP caso as autoridades brasileiras demorem a resolver a questão do Dengue…

O logotipo da Aloha Airlines é dos anos 70. Talvez a época de ouro da aviação civil à escala global. Esta companhia ficou famosa pelo “descapotamento” de parte de um jacto em pleno vôo.

(É o que dá viver há mais de 30 anos na aviação civil… o que vale é que só me dá de vez em quando!)

[foto] DC-9-30 da Air Gemini

7 Abril 2008

Desertos

7 Abril 2008

O do Namibe é bem diferente da imagem que se tem do deserto clássico (Sahara) apesar de se assemelhar em tudo a partir do Tômbua, como retratei nesta fotografia.

Calhou ter ido ao Namibe exactamente 2 anos após a minha primeira ida à cidade. E as diferenças que encontrei foram colossais. O que encontrei em 2006 era toda uma área envolvente completamente árida, desértica. Com muita areia, terra e pedras. Desta vez, graças à muita chuva que caiu este ano no país, encontrei um deserto cheio de vegetação… nem queria acreditar que era a mesma área que vira 2 anos antes. E as pastagens muito verdes, cheias de manadas. E em tudo isto, nas voltas que dei, a surpreendente harmonia da natureza nos espaços onde o homem é [apenas] convidado.

Mais a norte, na aproximação à Catumbela (Benguela), as extraordinárias paisagens cheias de verde nos montes. O aeroporto muito movimentado e, por isso, cheio de aviões. De tal modo que para estacionarmos na placa, o avião descreveu uma curva em que a asa do lado direito passou por baixo da asa de um Antonov 72, literalmente!

[foto] Aproximação ao Namibe

7 Abril 2008

O meu problema

7 Abril 2008

Não é propriamente como é que farei para chegar a gestor de topo em Portugal mas sim como é que conseguirei chegar a ministro…

(o Jorge Coelho vai mesmo para Administrador-Delegado da Mota-Engil?… não, não se trata de inveja, é mesmo nojo!)

[foto] Dia de chuva

6 Abril 2008

[foto] Retratos

6 Abril 2008

Namibe

6 Abril 2008

É, para mim, logo seguida da Huíla, a melhor província de Angola, das que conheço (Luanda, Bengo, Kwanza Norte, Kwanza Sul, Zaire, Cabinda, Namibe, Huíla, Moxico… ainda me faltam Uíge, Malange, Lunda Norte, Lunda Sul, Huambo, Benguela, Cunene, Kuando Kubango e Bié). O Namibe tem algo de especial… paisagens avassaladoras, diversidade cultural riquíssima, província que alberga um dos raros povos nómadas, gente muito interessante e simples, excelente peixe e marisco, bom clima e, claro, o chamamento de algo verdadeiramente extraordinário que é o deserto do Namibe. Aqui deixarei mais algumas imagens das centenas que tirei durante estes 3 dias na província.

[foto] CN de Velocidade (Namibe)

6 Abril 2008

Síndrome dominical

6 Abril 2008

Da próxima vez que ouvir um latino-americano, com ideias marxistas-leninistas caribenhas, dizer isto ao meu lado com um tom recriminatório, leva!

Surprise, surprise!

6 Abril 2008

“I never figered you out as an atheist.”

As coisas que uma pessoa ouve. Terei cara de… missionário?

[foto] Mocubais

5 Abril 2008