O meu problema

Não é propriamente como é que farei para chegar a gestor de topo em Portugal mas sim como é que conseguirei chegar a ministro…

(o Jorge Coelho vai mesmo para Administrador-Delegado da Mota-Engil?… não, não se trata de inveja, é mesmo nojo!)

6 Respostas to “O meu problema”

  1. maria Says:

    Oh chefe, já nada me surpreende neste país. Leste esta?;)
    “”Em carta enviada ao Público, Paulo Teixeira Pinto indica que passou “à situação de reforma em função de relatório de junta médica” .
    Certamente ainda mal refeito da forma como foi corrido do BCP e da Opus Dei, este banqueiro de 46 anos foi considerado inapto para o trabalho, apesar de já ter arranjado um cargo numa consultora financeira.
    Teixeira Pinto nega ter recebido 10 milhões de euros de “indemnização pela rescisão do contrato” com o BCP, garantindo que apenas recebeu a “remuneração total referente ao exercício de 2007″ : 9.732 milhões de euros em “compensações” e “remunerações variáveis”. “”

  2. kianda Says:

    Ainda hj pensei nisso e comentei com os meus colegas, eu falo do meu País, que o Ministro da Educação abre faculdade privada, governador do Banco Nacional abre Banco . . . ninguém ouviu falar em conflito de interesses … mas … é terceiro mundo até dá pra desculpar … mas aqui? … é suposto ser Europa !!! Nojo é a palavra certa.

  3. miguel Says:

    Essa é de uma pessoa se atirar para o chão a rir maria! Por alguma razão o homem é licenciado em Direito…

    Europa… pois kianda…

  4. Miguel A. Says:

    Epá, mas o Jorge Coelho ainda teve a ombridade de perguntar, quando foi convidado, ‘Mas é para trabalhar, não é?’

    Saiu na imprensa Portuguesa, Publico ou DN…

  5. maria Says:

    Numa entrevista ao Diário Económico, quando confrontado com esta possibilidade Jorge Coelho respondeu: “Eu tenho de trabalhar, não?”

    Jobs for de boys :D Mas o estudo exaustivo do Diário Económico mostra que este caso está muito longe de ser único. Metade das grandes empresas têm ex-governantes nos seus quadros e 10% dos administradores do PSI – 20 passaram por governos.

  6. Miguel Says:

    Parece-me que isso está a precisar de uma revolução… lol

Os comentários estão fechados.