E se…

Uma condutora viu o seu veículo apreendido pela polícia, numa operação stop, devido ao óleo alimentar que tinha no depósito sem ter pago o devido (?) imposto. Isto independentemente de não lhe saberem dizer onde poderia fazê-lo. O miserabilismo a que chegou o Estado (de todos nós) é impressionante. Só hoje é que tive conhecimento deste episódio caciquista e  assaltou-me de imediato a seguinte dúvida (por desconhecimento da lei, como é óbvio): quando eu andar a cavalo pelas ruas de Lisboa, caso seja mandado parar numa operação stop, verei o meu cavalo igualmente apreendido por não ter pago o [devido] imposto sobre o feno?!

3 Respostas to “E se…”

  1. Emiéle Says:

    Eu que costumo espiolhar todas as notícias sobretudo se me parecem um pouco fóra do comum, deixei passar esta!
    Uma pessoas não sabe do que se deve espantar mais, se da confusão gerada, se da arbitrariedade (na dúvida decide-se contra o cidadão) , se da mania de regulamentar tudo.
    Quando o carro pára e tem de ser empurrado até qualquer sítio, a «energia muscular» entrará em que rubrica?…

  2. Miguel A. Says:

    Lendo a reportagem completa, é de facto miserabilista, 3º-mundista, e tudo o mais que se possa imaginar…anda tudo parvo, ou doido, ou sei lá… ninguém assume nada, tudo é desresponsabilizado, irra… tanta estupidez por m2 é demais…

  3. migas Says:

    Ahahah… Apesar da estupidez da notícia, não posso deixar de me divertir com a tua última observação! Demais!

    Beijo

    P.S. Em resposta à tua pergunta, estarei a trabalhar na cidade (na próxima semana) mas a viver em Morro Bento! Paciência…

Os comentários estão fechados.