Comunicação

Sinceramente que, por ignorância pura, ainda não percebi porque carga de água os chineses falam uns com os outros aos berros. Será cultural ou um qualquer problema genético que lhes afecta a audição? E, já que estou nos chineses, reparei num pormenor interessante. Também eles gostam de deixar a etiqueta na manga do casaco do fato. Fiquei assim a par da qualidade do trabalho do estilista chinês Wang. Por isso e mais algumas coisas que observei enquanto esperava pelo avião, julgo que deve ser tramado ser chinês (ou chinesa…).

7 Respostas to “Comunicação”

  1. maria Says:

    Gosto dessa marca! É IN…Wang! :D
    ah, mas eu noutro dia dia disse para um chinês: O sr. fala tão bem português que parece que nasceu em Portugal!
    ( Miguel, Verdade!…Sem “chinesises”na pronúncia. :) )

  2. maria Says:

    ahhhhhhhhhh esqueci-me… :D :D Chefe, hoje os modelos IN na feira eram da Mango e da Tiffosi. :D
    chefe ;)

  3. engricky Says:

    Ó Chefe, essa estória dos chineses falarem alto parece-me simples: já viu aquela malta lá em Portugal quando chega um estrangeiro e lhes pergunta algo em estrangeiro? O q é q eles fazem? Começam a falar aos berros.
    Agora preste atenção ao mandarim. Aquilo é tão esquisito q nem eles entendem. :D (estou no gozo, claro. Pra quem não sabe o Chefe manda uns bitaites em mandarim).

    Será por serem d províncias muito distintas ou eles lá tb eram assim?

    Quanto aos fatos, ainda hão-de arranjar uma utilidade para aquela etiqueta (prender a chave do carro, o telemóvel, as mawas,…) ;)

  4. emiéle Says:

    Olha Miguel, isso tem uma razão de ser. É que aquilo é uma língua tonal, uma palavra dita num tom tem um significado mas se for num tom mais alto ou mais baixo tem outro. Uma vogal para nós pode ter um som aberto, fechado ou mudo e pronto. Eles podem dizê-lo de 9 maneiras diferentes…! Por outro lado quando se ouve muito o som AAAA aberto, é que esse som A reforça o que se diz, como o ponto de exclamação para quem escreve. Quem está a ouvir às vezes parece que são só Áááás´…
    :D
    Quanto à etiqueta na roupa, nem é só a etiqueta, é até o preço! Para mostrar que é coisa boa que foi tão caro!
    lol!!!

  5. emiéle Says:

    Desculpem não resisto a contar uma história a provar até que ponto a «entoação» pode alterar o significado pelo menos em cantonense:
    Estava em Macau e ia visitar uma escola. E escola chamava-se muito romântica e elegantemente «Fonte da Alegria» que se pronunciava de determinada forma. Já na escola, quis referir-me a ela e cheia de boa vontade disse o seu nome. Uma pausa, enquanto quem me ouvia se entreolhava, antes de alguns começarem a esconder sorrisos. Tendo alterado o tom, eu tinha-lhe chamado «Calças para baixo». Tal e qual!!! Não é uma anedota.

  6. miguel Says:

    Bom, como disse no início do post lol, afinal era mesmo ignorância. Já percebi emiéle. Tinha que ter alguma explicação, mas lá que incomoda, incomoda. Até as hospedeiras comentaram logo umas para as outras que lá vinham eles outra vez… LOL! A tua cena é de cair para o lado! ahahahahah!

    engricky, pelo sotaque deles pareceu-me que eram de uma nação lá do norte! lolololol

  7. maria Says:

    Chefe, ontem lembrei-me da etiqueta Wang. :D Tenho uma túnica de MARCA,cuja etiqueta tem 9 cms por 6 cms, e sempre que a visto fica de fora…. Lá tenho eu que fazer uma ginástica com o braço em direcção às costas para a “esconder para dentro”. Marca? Dolce & Gabbana! :D :D

Os comentários estão fechados.