O lavador

Da última vez que aqui aportei, o homem que trata da roupa tratou da minha de forma impecável. Bem lavada e engomada, diariamente. Uma vez que nada me cobraram então pelo serviço, lá ia dando umas gratificações pela celeridade e qualidade do serviço prestado.

Hoje, ao chegar já quase no dia seguinte e sem vivalma à vista, depois de acordar o recepcionista para me dar a chave do quarto eis que ele, já desperto, informou-me que “o homem que lava a roupa, já tinha lavado hoje a roupa do mano e tinha ficado à espera do mano até há instantes mas que já tinha ido embora e…” interrompi-o dizendo-lhe para que me procurasse amanhã. Ora, toda a gente sabe que a intermediação onera sobremaneira qualquer transacção…

7 Respostas to “O lavador”

  1. emiéle Says:

    E depois? E depois?
    Tens de contar a continuação, depois dessa intervenção.
    A mim só me lembra os «agentes» dos futebolistas, que ganham balúrdios só a gerir os contractos, sem fazerem mais nada.

  2. kianda Says:

    há intermedidores que não fazem nada…como este do post :-) o que eu me ri com a tua interrupção !!! Mas por vezes, os dos futebolistas, musicos, actores, e outras profissões… modelos, são eles que arranjam os bons contractos e contactos, ganham milhões porque dão a ganhar milhões … mas claro que há burlões !

  3. miguel Says:

    emiéle, ainda estou à espera que apareça o lavador que, por acaso, é melhor que a minha empregada doméstica! Então a engomar o homem é um espanto. Relembra-me Moçambique onde eles eram muito, mas mesmo muito, melhores do que elas nas lides domésticas. Vénia ao meu Mário Naiona.

    kianda, o que ele queria sei eu… lol!

  4. maria Says:

    “” Ora, toda a gente sabe que a intermediação onera sobremaneira qualquer transacção…””
    Chefe, qtas caipirinhas marcharam? :D

  5. pp Says:

    hey! transaccao com caipirinhas? o que fizeram voces quando me ausentei por meros 3 minutos? lol

  6. emiéle Says:

    Pois eram, Miguel ! :D Aliás era uma inversão dos nossos estereótipos, as mulheres trabalhavam na machamba e os maridos limpavam-nos a casa e passavam a ferro.

  7. engricky Says:

    Ah, os homens e as lides domésticas… saudosos tempos da Universidade.

    Caipirinhas? Oh Chefe, não se tinha deixado das bebeidas alcoólicas? Olhe a linha…

Os comentários estão fechados.