Resultados provisórios 0:34

A segunda comunicação será às 8:00. Daí em diante haverá comunicações de 4 em 4 horas para actualização dos dados apurados, às 12:00, 16:00 e 20:00.

Até ao momento, 35% das mesas de voto do total já apuradas até às 23:15 de 06.09.2008. Já escrutinaram 13.515 das mesas de voto, ie, 35,57%. Apurados 2.371.811 votos. Sendo 97.057 brancos, 121.083 nulos, 27.029 reclamados e 2.126.642 válidos.

4 Respostas to “Resultados provisórios 0:34”

  1. pp Says:

    o nosso cerebro consegue fazer contas sem conhecer os numeros :)

  2. Miguel A. Says:

    Mais uma vez parabéns pelo grafismo. Pensei serem mais equilibrados os resultados finais, embora na mesma linha de proporcionalidade.

  3. miguel Says:

    Obrigado Miguel A.. O meu palpite seria para uma esmagadora vitória do MPLA, mas num intervalo entre 65% a 70%, uma queda significativa dos partidos históricos e um ponto de interrogação sobre os demais. Pela leitura dos resultados de 1992, ainda subsiste como dúvida minha – já parcialmente esclarecida pelos resultados já divulgados – se o voto étnico continuaria a funcionar no caso da FNLA (Zaire e Uíge) e do PRS (Lunda Norte e Lunda Sul). Por outro lado, face a uma campanha eleitoral anémica, onde não vi nada de substancial, de que forma reagiria o eleitorado face ao desaparecimento físico do líder histórico. A isto e ao forte investimento que o governo realizou nos últimos anos nos “bastiões” da Unita: Humbo, Bié e Benguela. O Kuando Kubango é bem lá longe. Finalmente, os milhões de novos eleitores que votaram agora pela primeira vez. Qual o seu sentido de voto? Uma boa parte das respostas a estas interrogações já estão dadas. Agora é aguardar pelos resultados finais e ver a nova configuração parlamentar do país. De qualquer maneira, já se pode afirmar que estes resultados podem ser designados por um verdadeiro terramoto político.

  4. Miguel A. Says:

    Sim, a minha duvida ia tb para o voto étnico; os meus calculos apontavam para 60, 65% para o M, mas nunca pensei que a Unita viesse tanto por aí abaixo.

    A tua análise (para variar) é de profundo conhecedor, mas penso que falta aqui só mais um pormenor: Penso que teve também um relevo especial a quem, no fundo, ganhou a guerra: se são mais fortes, são os melhores;

    Por outro lado, tal como sempre disse e afirmei entre amigos, as coisas iam correr com camla, sem sobressaltos de maior.

Os comentários estão fechados.