Epílogo

O Congresso norte-americano acabou de chumbar a proposta da Administração Bush para “salvar” Wall Street das “chamas” e que consistia, resumidamente, num pacote financeiro de $700.000 milhões de dólares. Tratando-se de uma administração republicana, não deixa de ser irónico o resultado da votação: 228 “nays” e 205 “yeas”. É que os”nays” vieram maioritariamente dos republicanos (132 “nays” e 66 “yeas”) contrariamente aos democratas (94 “nays” e 141 “yeas”).

E agora?

Os mercados mergulham a toda a força para terreno negativo. O dólar caiu imediatamente a seguir contra o euro. O petróleo acentua a queda intradiária para mais de 9% 10%. E, sem ajudas, com a desconfiança a aumentar entre os intervenientes nos mercados da dívida, a tendência nos próximos tempos é para o disparar das taxas de juro indexantes. Que o mal seja só esse…

Crash à vista? Há instantes, mesmo sem o famoso short selling, os mercados no continente americano estavam literalmente a derreter com o mercado brasileiro a perder mais de 10% 12% 13% (isto é um crash). A não ser que algo aconteça nas próximas horas, o fecho de hoje deverá ser interessante assim como o dia de amanhã nos outros continentes…

PS-Os representantes republicanos no Congresso já vieram dizer à comunicação social que voltarão à mesa das negociações para continuar a discutir o Plano, uma vez que ambos os partidos acusam o outro de ser o responsável pelo chumbo. De qualquer maneira, já não conseguirão evitar o que parece ser uma inevitabilidade: quedas acentuadas com algumas a ganharem contornos de crash. O S&P 500 registava há instantes, com uma queda superior a 7%, a maior queda desde a 2ª feira negra de 1987 quando os mercados financeiros implodiram, ie, crasharam. Traduzindo, vamos agora entrar numa fase mais aguda da crise que já se arrasta há mais de 1 ano.

5 Respostas to “Epílogo”

  1. Cat Says:

    Aí tens a tua catástrofe, pronto. :D

  2. pp Says:

    imagino o sorriso de orelha a orelha :D

  3. Miguel Says:

    Não te enganes Cat. Eu não queria nenhuma catástrofe e ainda estamos longe de algo do género. Ok, o mercado perdeu ontem $1.200.000.000.000,00, o valor mais elevado de sempre, mas isso não quer dizer catástrofe. Até porque a Ásia está a comportar-se muito bem e presumo que a Europa já tenha descontado ontem, pelo menos parte, do que aconteceu nos EUA.

    Pelo que acabei de dizer pp, se há coisa que não tenho neste momento é um sorriso de orelha a orelha, independentemente de ter o meu “pecúlio” a render a taxa fixa há já uns bons meses…

  4. Emiéle Says:

    Miguel, obrigado.
    Vai continuando as tuas explicações, por favor!
    Ainda são elas que me iluminam no meio desta confusão em que ando…

  5. catarina Says:

    Eu sei que não querias nenhuma catástrofe, ninguém quer, como é evidente. Mas naquele nível meramente “eu não disse?” que não tem nada de racional, eu morra aqui ceguinha se não tiveste ali uns micro segundos de alegria :ppp
    Entretanto, se a Ásia se está a comportar muito bem, afinal podemos todos comer de pauzinhos amanhã.

Os comentários estão fechados.