Fusões

Noticiou ontem o Jornal de Negócios, aqui. Nós também não vemos esta possível fusão com maus olhos, em determinadas condições. De igual modo, fala-se de uma “aliança” entre a Galp, Sonangol e Petrobrás. Porque não?

8 Respostas to “Fusões”

  1. emiele Says:

    Aparentemente (para quem entende muito pouco disto) vê-se vantagens numa fusão. Nenhuma anda muito bem, mas juntando forças a coisa pode melhorar.

  2. miguel Says:

    O que mais me seduz é a criação de um verdadeiro espaço de interesses comuns para fazer face aos [grandes] desafios da globalização. O triângulo Europa/África/América é profundamente sedutor e algo de promissor nos combates das próximas décadas. Os anglo-saxónicos já começaram este processo há algum tempo. Há que recuperar o tempo perdido.

  3. Miguel A. Says:

    A TAAG compra a TAP e a TAM na boooinha…

  4. Teixant Says:

    TAM, Transportes Aéreos de Moçambique? Deve ser nova ou só se a LAM mudou de nome há poucas horas atrás….

  5. kianda Says:

    Realmente esta notícia está cheia de confusões. TAM- Linhas Aéreas S/A
    é Brasil , no título é chamada de Transportes Aéreos de Moçambique, fonte governamental não identificada diz que sim, fonte oficial da Tap diz que não …

  6. miguel Says:

    É óbvio que a notícia está mal redigida. Não se trata da LAM mas sim da TAM. E, para além disso, na minha opinião, faz muito mais sentido o triângulo a que fiz alusão do que a extensão a Moçambique. Por muitos motivos, entre os quais o facto de Angola, apesar de tudo, não ter os “problemas” que tem Moçambique relativamente a Portugal.

  7. migas Says:

    Discordância de título com texto…Bolas!! Miguel, quer-me parecer que o autor devia andar a divagar pelo sem destino e deu de cara com o teu pensamento do dia… talvez. Daí, tanta baralhação ah ah ah

  8. miguel Says:

    lol migas…

Os comentários estão fechados.