…ão!

Entre cá e lá, num excelente passanço pelas brasas no sofá, fui ouvindo a “conversa” entre o Alfredo Barroso e a Maria José. É engraçado como 16 anos depois ouvi o que então era tema de discussão entre nós, jovens que entrariam muito em breve no mundo a sério. Discutíamos acesamente se seria a economia um instrumento da política ou precisamente o contrário… Logo depois, a “constatação” que os políticos hoje nada mais são do que gestores políticos na sequência do reconhecimento, por arrasto, do Kosovo. Por um lado, a constatação não me surpreende sobremaneira já que a adesão à CEE teve (tem) as suas consequências em termos de soberania nacional. Por outro, é cada vez mais óbvio que a criação deixou, há muito, de obedecer ao criador.