Bancos centrais descem taxas de juro

Numa acção coordenada e concertada entre diversos bancos centrais de várias regiões do planeta, as autoridades monetárias anunciaram, ao fim da manhã de hoje, a descida das taxas de juro de referência, com o objectivo de tentar evitar a degradação da crise actual. Os principais bancos centrais reduziram as taxas directoras em 50 pb (pontos base), ou seja 0,50%, passando a vigorar as seguintes taxas:

Banco Central Europeu (BCE) 3,75%
Banco de Inglaterra 4,50%
Reserva Federal Americana (FED) 1,75%

Participaram ainda os bancos centrais da Suiça, Suécia e Canadá.

A ver se se consegue evitar o colapso…

A primeiro reacção ao anúncio chega-nos dos mercados os quais reagiram em forte alta depois de terem feito novos mínimos, com quedas dos índices entre os 5 e os 10%. A história escreve-se por estes dias sendo hoje mais um episódio desta crise. A médio-longo prazo, vamos ver qual o comportamento da inflacção.

5 Respostas to “Bancos centrais descem taxas de juro”

  1. catarina Says:

    Já borrifaram na inflacção, lol. Pronto, lá se adiou a catástrofe outra vez…

  2. miguel Says:

    Completamente. É a conclusão imediata a retirar, ie, não fazer nada neste momento a este nível potenciaria a contracção do ciclo relegando para segundo plano a inflação. De qualquer modo, faltando saber o impacto real do rebentamento das bolhas, à partida, as pressões inflaccionistas virão aí.

    A China juntou-se aos demais bancos centrais e reduziu igualmente, pela segunda vez no espaço de três semanas, a sua taxa directora em 27pb (que raio de número!).

  3. Miguel A. Says:

    e a Euribor? e a Lisboa? baixa, chefe?, diz só…

  4. Miguel A. Says:

    * Lisbor, caramba…

  5. miguel Says:

    A Lisbor já não existe desde que Portugal entrou na zona euro Miguel A.. Eventual estarás a falar da Libor (indexado ao USD?).

Os comentários estão fechados.