Câmbios e afins

São vários os cenários possíveis e, uma vez mais, apenas saberemos a história toda daqui a uns anos, após muitos e aturados estudos, teses de doutoramento, comissões de inquérito e teorias conspirativas qb. Mas lá que se passa algo de estranho passa.

Uma análise rápida ao mercado cambial revela duas evidências distintas (e preocupantes, diria eu): o yen atingiu o seu valor mais alto dos últimos 13 anos contra o dólar americano enquanto este último atingiu o valor mais elevado dos últimos 2 anos contra o euro. Ora se o primeiro valorizou contra o dólar devido a receios sobre a economia americana então, socorrendo-nos do silogismo demonstrativo, os receios sobre a economia europeia serão muito maiores. Será?

3 Respostas to “Câmbios e afins”

  1. Ricardo Says:

    não obstante o yen ser uma moeda fortemente usada em operações carry trade devido á sua baixa tx de juro, agora isso verifiou-se em mto maior quantidade… á medida que se executavam ordem massivas de venda pelo mundo todo… o yen foi alvo de ordens massivas de compra, aproveitando a mais baixa tx juro dos mercados industrializados. vender posições em conta margem a 4 / 5 ou 6% e comprar a 1 ou 2%. Terão sido maioritáriamente portadores de euros a fazê-lo?

    Parece-me ser isso… o que é estranho é o G7 não ter acedido em ajudar o japão nesta matéria e a pedido deste. Não tenho a teoria da conspiração, mas passa-se qualquer coisa…

    Mas confesso estar a gostar muito da evolução do dolar… :)

  2. Miguel A. Says:

    Bom, subscrevemos todos o ultimo paragrafo do Ricardo, claro…

  3. miguel Says:

    Claro Miguel A.. Ou quase todos! LOL!

    Ricardo, por acaso é interessante o que referes tanto mais que muitos países onde há liberalismo nesta matéria, contraíram empréstimos em Ienes e Francos Suiços, por exemplo. Saiu-lhes o tiro pela culatra. De tal forma assim é que a forte subida do Iene, provavelmente, terá também a ver com o fecho de posições fortemente perdedoras naquela moeda. Se aliarmos a isto a grande especulação por parte de quem tem acesso à informação e capital suficiente para fazer mexer isto tudo, estão criadas as condições para muita confusão…

Os comentários estão fechados.