Ultrajante

Uma pessoa que tenha por função conduzir um autocarro é motorista de transportes públicos, tanto quanto me lembro. Se lhe perguntarem “qual a importância da língua do boi no orgasmo da vaca”* é capaz de ficar um bocado atrapalhado porque não tirou veterinária e o mais provável é que responda que não sabe. Da mesma forma, se se espetar à frente de um polícia um papiro cheio de hieróglifos, se for uma pessoa normal e que não se tenha especializado em egiptologia, é expectável que reaja dizendo ao turista mumificado que aquilo para ele é chinês e que por isso não pode ajudar, nunca dirá que não percebeu bem o que lá estava escrito… Resumindo, se o Canadá é porque pode e se o Bangladesh pode ser que a Índia suba**.

Bom, por hoje já chega a ver se ainda consigo encontrar uma sala de gritos e berros aberta a esta hora!

Nota:
* pergunta efectuada pelo Zé da Maia na nossa praxe a uma caloira…
** um gajo quando é mais novo ri-se das coisas mais estúpidas possíveis e imaginárias, tipo dar uma de muito inteligente e com humor muito fino.

Posfácio: o que é que ainda estou a fazer por estas paragens?

30 Respostas to “Ultrajante”

  1. migas Says:

    Ainda agora é 3ª feira miguelito… :o) Respira fundo e sempre podes dizer umas asneiradas… para desanuviar claro, que tu és moço educado. ah ah ah

  2. Ricardo Says:

    zé da maia????
    …conheci na U.M. um zé da maia, será o mesmo???

  3. Ameixa seca Says:

    Tenho para mim que, por essas paragens, eram palavrões a toda a hora e minuto he he
    Confesso que a do Canadá e Bangladesh não sabia… mas tá muito porreira!

  4. emiele Says:

    Praxes.
    Não precisas de dizer mais nada.
    (tudo o que pensaste e não escreveste eu também pensei…)

  5. kianda Says:

    Se o Canadá é pq pode??!! AHAHAHAHAHA … fui dizer esta ao meu filho e ele olhou para mim com cara de parvo :-) . Acho que as piadas agora são + refinadas, deve ser algum trocadilho com o Obama ou a crise ;-)
    E esta da “qual a importância da língua do boi no orgasmo da vaca” ???!!! Oh Sr. Miguel … e ela respondeu ?!

  6. catarina Says:

    Não consigo ler aquela parte riscada :DDDDD

  7. Miguel A. Says:

    NA FRONTEIRA DE ANGOLA / NAMIBIA
    >
    Cinco indivíduos de nacionalidade portuguesa entram pela fronteira
    angolana num carro novo. Chegados à fronteira, depararam com um
    ‘cinzentinho’ (polícia sanguessuga fronteiriço angolano).

    O fiscal deu uma volta em redor do carro e disse aos viajantes:

    – Vocês não pode passarrr.

    – Mas porquê?! – perguntou o Tuga

    – É porque vocês são cinco num Audi A Quatro.

    – E daí?! – questionou o viajante – Isso não tem nada a ver! Quatro é o
    tipo do carro, mas se o senhor olhar os documentos vai ver que é um
    carro de cinco lugares.

    – Isso não me interrressa – disse o ‘cinzentinho’ – O meu chefe dize que
    num Audi A Quatro só pode ter quatro passageiros.

    – Mas isso é um absurdo!!! – indignou-se o Tuga – Vá chamar o seu chefe,
    eu quero falar com ele.

    – Agora não é possível, pá! Ele está muito ocupado….

    – Ocupado com o quê?!

    – Com os dois viajantes do Fiat Uno…

    CALMA, CHEFE, COMO VÊS HÁ TIPOS COM MAIS AZAR (acabadinha de chegar de Maputo, esta…)

  8. engricky Says:

    Está bonito, está… Praxes, trocadalhos e falta d paciência. Mistura explosiva.
    “Se teu filho foi prá tropa e até agora não apareceu. Coragem, coragem. Coragem, coragem” :D (esta vi no “Alto Nível”)

  9. Filipe Says:

    O Zé da Maia!!! Lembro-me de outras do Zé da Maia mas não se podem contar aqui.

    Já agora, que é feito?

    Abraço

  10. miguel Says:

    Claro migas, sim. Aliás, só comecei a dizer algumas (poucas) asneiras depois de ir estudar para Braga… :p

    Ai é Ricardo? Também andaste lá, foi? lol

    Ameixa, já viste as piadas que se aprendem em Braga? ahhahahaha Está visto que não conheceste o Xico. Outros tempos ;) Já palavrões, foi mesmo há instantes… Esta terra não existe e estou a ficar mesmo farto disto.

    Bom, Emiele, apesar de tudo as nossas, naquele tempo, não eram assim tão violentas…

    Kianda, imagino o pensamento do teu filho pela cara que fez! “Esta minha mãe está cada vez pior!” ahahhahahahahahah Quanto a ela ter respondido, já não me lembro porque fiquei algo aparvalhado com a pergunta uma vez que veterinária não era bem a minha especialidade…

    catarina, já faltou mais para desriscar…

    Miguel A., não tenho falta de sorte, tenho é falta de paciência.

    Bonito engricky? Bonito?! Dasseeeeeeee, ainda há instantes passei-me no BAI. 1h à espera, a ver gente a ultrapassar pela esquerda e pela direita, e quando chega a minha vez dizem-me que é ao balcão, tratando-se de um levantamento em cash? Passei-me. Completamente. A tal ponto que a tipa desistiu de me dizer que era ao balcão (senha B e não A) e para eu esperar um pouco que ia ser atendido. Tarde demais. Favores? Estão a brincar ou quê? Pedi-lhe a carta de volta dizendo-lhe que estava fartooooooo, fartooooooooooooo e que ia direitinho à Administração! Eu, grande cliente, posso esperar 1 hora para ser atendido enquanto gajos com senhas acima da minha e dos outros passavam-nos à frente? Realmente… há que escolher bem com quem se trabalha. Pensei que os funcionários públicos só tinham prioridade nos bancos do Estado. Enganei-me. Essa do Alto Nível é demais! ahhahahahahaha

    Imagino Filipe. Mas estás à vontade:)

  11. Ricardo Says:

    Andei lá miguel… aliás sou daquela cidade. terminei em 1992 . então é o mesmo zé da maia… eheh. grande amigo. não o vejo á muito tempo. o que andava em r.i., se a memoria não me falha, não é?? partilhamos uma ou outra disciplina.

    Se lá estiveste miguel, não levas a mal concerteza… ‘intão pá, meu bégueiro, como bai isso?? eheheh :)’

    Por falar em ‘bai’, se precisares de umas cunhas pá… estás á vontade. não somos administradores mas somos accionistas… ‘e não précisa dá gasosa’ :)

  12. migas Says:

    Qual é a relação entre a migas e Braga? Não percebi, miguelito. ;-)

  13. Miguel A. Says:

    Então chefe, o teu charme n resultou no BAI? nem com a dietazita? lllllooolllllll

  14. kianda Says:

    Insistes em ir ao Bai … eu aviso aviso … não queres trabalhar com bons bancos …

  15. Ricardo Says:

    quer dizer… agora que o fim do mês estava a chegar… que um gajo ia receber uns dolarzitos a um cambio maravilhoso… isto começa a descer… eram só mais dois dias… fraca sorte.

    filipe… conheces o zé da maia… epá temos que falar.

  16. engricky Says:

    Muita gente q viveu Braga por aqui. Deve ser por isso q páro cá tantas vezes, o ambiente é familiar ;)

  17. miguel Says:

    Obrigado Ricardo. Mas não se consegue fixar o que é infixável!

    migas, também tu? lol!

    Miguel A., charme? Pá, labaredas a saírem-me dos olhos, testa franzida e sobrancelhas erguidas num ângulo de 45º, punhos e maxilas cerradas, não há charme que funcione…

    kianda, estou a tirar os últimos tostões…

    Sem dúvida Ricardo. Sorte a minha que consegui trocar uns bons a 1,248x na 2ª feira eheheheheh. Mas até dia 10, muita água vai passar debaixo da ponte.

    É verdade engricky! É só naturais ou ex-residentes! ;)

  18. miguel catalao Says:

    Eu sou um ex-residente e por acaso também estudei em Braga!!! Agora estou no Brasil…

  19. Ricardo Says:

    catalão??? é pá o nome é-me familiar…

    em que ano???

  20. miguel Says:

    Tenho que mudar o nome do blogue para Bracara Augusta Vet’s… lol!

  21. miguel catalao Says:

    Ricardo a minha familia é quase toda de Braga e somos os “Catalões”. Do outro lado do tempo algum ermano veio parar no gerês/vilar/covide sei lá eu e o nome pegou. Não tenho nada de espanhol!!!…Fiz eng civil mas não me lembro do ano que terminei. Sério…fiquei com trauma…sou do tempo do Murta (acho que se escreve assim). Uma vêz um professor cobrando um trabalho da turma disse: mas o Murta já fêz!! e então uma alma desesperada gritou: – mas o Murta não é um ser humano!

    Miguel sempre tive uma grande atração pela Itália e lendo o que escreveste num post aí pra cima confirmei o que sentia. Vivi no Lobito na restinga e procurando coisas de Angola achei o seu blog. Um abraço.

  22. miguel catalao Says:

    Ricardo a minha familia é quase toda de Braga e somos os “Catalões”. Do outro lado do tempo algum ermano veio parar no gerês/vilar/covide sei lá eu e o nome pegou. Não tenho nada de espanhol!!!…Fiz eng civil mas não me lembro do ano que terminei. Sério…fiquei com trauma…sou do tempo do Murta (acho que se escreve assim). Uma vêz um professor cobrando um trabalho da turma disse: mas o Murta já fêz!! e então uma alma desesperada gritou: – mas o Murta não é um ser humano!

    Miguel sempre tive uma grande atração pela Itália e lendo o que escreveste num post aí pra cima confirmei o que sentia. Vivi no Lobito na restinga e procurando coisas de Angola achei o seu blog. Um abraço.

  23. migas Says:

    “Claro migas, sim. Aliás, só comecei a dizer algumas (poucas) asneiras depois de ir estudar para Braga… :p”

    O “aliás” deu-me a entender que a migas era de Braga e pior, diz asneiras… Lol

    E não, nunca lá vivi ou estudei. Tive apenas uma cumplicidade profissional com a Igreja dos Terceiros, alguma ligação à Igreja do Pópulo também mas de resto, mais nada.

    E mais, como é óbvio, mesmo que tivesse estudado lá, dificilmente nos tínhamos cruzado. Já andavam vocês a na praxe e eu, a gatinhar e a comer miluvit. ah ah ah Eu sou cruel. :P

  24. Ricardo Says:

    eiiii pá… migas… não é crueldade nenhuma… miluvit ??… pronto um gajo até é um pouquinho de nada pró kota… mas a cabeça… essa… ainda anda a cerelac. lol.

  25. Ricardo Says:

    catalão… lembro-me de ouvir falar da Murta… e muitas vezes… tinha vários amigos de engenharia (trolhas :)).

    a minha cabeça… enfim… tem um problema em associar nomes com pessoas… mas garanto-te que catalão é-me muito familiar.

  26. miguel Says:

    Não dizes asneiras migas? LOL Então quem é que disse aquilo tudo na praia? Foi a maria? ahahahahahahahahaha Igreja de quem?! Estou como o Ricardo. Miluvit?! Por isso é que a vossa geração saiu assim! Quem não comeu Nestum com mel ou com figos não pode ter crescido como nós!

    Esse nome Murta, assim de repente, até me parece familiar…

  27. maria Says:

    Migas. foste apanhada ahahhahhahhha… chefe,eu estou inocente? :D
    Cerelac? Ainda hoje é papa que gosto. :)

  28. engricky Says:

    Eu conheço um Catalão de Braga, mas acho q ainda anda por lá. Um grande amigo do “Doc” Paulo.
    A Migas… Podias ver o Vitinho e comer Miluvit, mas quando esta malta praxava já davas pinotes ;)
    Ganda Nestum de figos. O q eu comia daquilo… e na altura não engordava :D

  29. Ameixa seca Says:

    Eu não estudei em Braga… é apenas o meu Distrito :)
    Eu fui até à Briosa aprender umas coisas e ensinar uns palavrões he he
    E acho que ensinei mais do que aquilo que aprendi he he

  30. migas Says:

    :o) Olha o sôr miguel e a menina maria a armarem-se em engraçadinhos… Deixem-se andar!!! :P Falamos um dia destes… na praia.

    “A Migas… Podias ver o Vitinho e comer Miluvit, mas quando esta malta praxava já davas pinotes ;)” Creeedo, engricky! Juras? Eu fazia isso tudo? ;-)

Os comentários estão fechados.