Archive for Novembro, 2008

1500

27 Novembro 2008

27.11.2008 | 1.500m | 5:55 | 15,211 km/h R

Curiosidades

27 Novembro 2008

– Porque eu sou o presidente da associação no meu país…
– Espanha?
– No, Catalunha. Quando falo de país falo de Catalunha. Espanha é Estado.
– Ah…

A caminho de Lisboa

26 Novembro 2008

Tenho ouvido aqui e acolá comentários profundamente desagradáveis sobre a TAP e, em particular, as suas tripulações. Pois no outro dia, fui com o meu pai para Lisboa. Ele era um dos três homens da tripulação sendo a restante equipa do sexo feminino. E digo-vos uma coisa. Nunca mais me falem mal da TAP. A mulher portuguesa, em toda a sua beleza e esplendor, está muito bem representada nas tripulações da companhia aérea de bandeira.

A viagem em si foi excelente. Tripulação fantástica, vôo calmo e sem grande turbulência e o prazer de poder ver, na “primeira” fila, o continente africano a terminar e, pouco tempo depois e com muitos aviões a cruzarem-se connosco na perpendicular, surgir à nossa frente a ponta de Sagres, a Europa. Num dia excelente, muito limpo e azul. E ver a pista ao longe. Depois mais perto, cada vez mais e o touchdown impecável. Até parece fácil pilotar um avião.

O que ainda hoje me faz alguma confusão é o facto de em qualquer outro veículo haverem espelhos ou a possibilidade de se ter uma perspectiva global do meio de transporte. Pois ali não.

E posso?

26 Novembro 2008

Já passava do meio-dia quando me disse, a terminar a reunião, que teríamos um encontro com o ministro às 17:30. Seca, pensei. Ainda tinha que ir almoçar, preparar informação, documentação, levar tudo, rever números, ir a casa, fazer a barba, tomar banho, ver que roupa é que ainda tinha disponível, vestir a melhor camisa, dar o nó à gravata, vestir o fato menos amarrotado, perfumar-me e ir.

Cheguei a horas ao local combinado. Aliás, fui mesmo o único como viria a ser informado pouco tempo após a minha chegada pela secretária. Acto contínuo, desejei-lhe um bom fim-de-semana e dirigi-me para o elevador. O segurança abriu-me a porta e entrei. Já no interior, reparei, através do reflexo da porta do elevador, numa senhora que corria para o elevador pelo que fiz um movimento para segurar a porta. Ao ver-me a senhora recuou e disse que já estava ocupado ao que lhe disse para entrar porque eu não ocupava o elevador todo. Perguntou-me se podia mesmo e eu reiterei o que dissera antes. Disse-me então que era habitual os dirigentes não gostarem de andar com outras pessoas [como ela] no elevador.

Quartzo Blog

26 Novembro 2008

Claro que não poderia deixar de registar neste blogue a passagem à blogosfera do meu mui querido amigo do peito de há quase 20 anos (já viste pá? 20 anos? lol). Como somos amigos sou suspeito, mas é com toda a certeza que o teu será um excelente blogue. Vai daqui um abraço e beijos à família toda :p

Sem mais, Quartzo!

Rewind

26 Novembro 2008

Vai ser uma espécie de rewind, tanto é o que tenho para aqui deixar registado dos últimos tempos. Fotografias é que não há assim tantas quanto isso… Invariavelmente, muito do mesmo como se pode notar pelo tom monocórdico dos últimos posts. Trabalho, ginásio, fim-de-semana quê, um salto a Portugal para o aniversário do meu pai, rever as pessoas que gosto, sentir um pouco do meu chão e regressar mais “leve”.

9:40

26 Novembro 2008

25.11.2008 | 2.400m | 9:40 | 14,897 km/h

Bom, não sei o que se passa mas enquanto me sentir assim continuarei a pôr-me à prova. Os arranques estavam algo “lentos” pelo que decidi dar-lhe um pouco mais de gás com resultados muito interessantes. Agora tenho que experimentar a componente natação para desenferrujar um bocado. O joelho continua impecável, by the way…

Boa noite

26 Novembro 2008

Constato, só para registo porque me é quase totalmente indiferente, que há dois subgrupos de gente mal educada [que frequenta o ginásio, claro está!]: os brasileiros, na sua quase totalidade, e os funcionários [nacionais] das petrolíferas (exacto, funcionários não donos…).

9:50

23 Novembro 2008

22.11.2008 | 2.400m | 9:50 | 14,644 km/h

Novembro

11 Novembro 2008

É o mês dos recordes. Jamais imaginaria que seria capaz de correr tanto e de bater tantos recordes pessoais consecutivamente, sobretudo depois de, há precisamente 2 anos atrás, ter feito uma lesão “complicada” no joelho esquerdo com a rotura do menisco, subsequente artroscopia e recuperação morosa.

Diz-se que querer é poder e a mente é, claramente, meio caminho andado para se conseguir o que quer que seja. Foi precisamente com este espírito que me propus recuperar completamente do joelho – sou um tipo teimoso e que gosta sempre de passar por cima das adversidades – e participar um dia destes numa prova de triatlo.

Para a posteridade, alguns recordes pessoais batidos em Novembro de 2008 e que mostram bem a evolução da velocidade e resistência em pouco mais de 6 meses de treino (data | distância | tempo | velocidade horária).

06.11.2008 | 2.400m | 10:14 | 14,072 km/h
09.11.2008 | 5.000m | 21:17 | 14,096 km/h
11.11.2008 | 4.700m | 20:00 | 14,100 km/h

Os próximos grandes objectivos serão os 2.400m abaixo dos 10:00 e os 5.000m abaixo dos 20:00 antes de concluir os 12 meses de treino.