A caminho de Lisboa

Tenho ouvido aqui e acolá comentários profundamente desagradáveis sobre a TAP e, em particular, as suas tripulações. Pois no outro dia, fui com o meu pai para Lisboa. Ele era um dos três homens da tripulação sendo a restante equipa do sexo feminino. E digo-vos uma coisa. Nunca mais me falem mal da TAP. A mulher portuguesa, em toda a sua beleza e esplendor, está muito bem representada nas tripulações da companhia aérea de bandeira.

A viagem em si foi excelente. Tripulação fantástica, vôo calmo e sem grande turbulência e o prazer de poder ver, na “primeira” fila, o continente africano a terminar e, pouco tempo depois e com muitos aviões a cruzarem-se connosco na perpendicular, surgir à nossa frente a ponta de Sagres, a Europa. Num dia excelente, muito limpo e azul. E ver a pista ao longe. Depois mais perto, cada vez mais e o touchdown impecável. Até parece fácil pilotar um avião.

O que ainda hoje me faz alguma confusão é o facto de em qualquer outro veículo haverem espelhos ou a possibilidade de se ter uma perspectiva global do meio de transporte. Pois ali não.

5 Respostas to “A caminho de Lisboa”

  1. emiele Says:

    Olha que quanto à tripulação e atendimento não tenho ouvido queixas, nem eu as tenho. O que chateia são os horários. Já uma vez perdi uma ligação com outro avião que me fez perder um dia inteiro, por um atraso…
    Não digo que as outras que conheço sejam perfeitas, mas a TAP nisso é mázinha.

  2. maria Says:

    Eu cá sou fiel… à TAAG. :) 12 voos sempre em companhia angolana! :D
    ( o máximo tempo de espera dentro do avião foi de uma hora, voo Lisboa-Luanda :) )
    Chefe,as aero-kotas tb têm a sua beleza. :D

  3. miguel Says:

    emiele, pode ser mazinha mas com tendência de melhorias. Há várias razões, incluindo exógenas que têm condicionado a pontualidade. Já aqui referi o que me aconteceu em Nova Iorque, no ano passado, e refiro agora o que me aconteceu quando voltei para Luanda. Antigamente havia um autocarro para levar os passageiros para o avião e só depois lá aparecia um outro e assim sucessivamente. Desta vez, eram vários em fila pelo que o transporte dos passageiros para o avião foi particularmente célere ;)

    Eu já te disse maria que tiveste muitaaaaaaa sorte! Basta ver que quando fui para a África do Sul, todo lixado, ainda apanhei com uma seca de umas valente horas porque o avião tinha saído atrasado do Rio de Janeiro. E isto para não falar dos vôos domésticos.

  4. kianda Says:

    Eu tb apanhei uma tripulação fixe e NOVA ((um menino bem giro) no voo para Paris, e simpática. Talvez as coisas estejam mesmo a melhorar. O senão foi para a ANA que me fez esperar meia hora dentro do avião com as portas fechadas. O bus “perdeu.se” no caminho para o avião.

  5. ac Says:

    pronto! eu reclamo mas confesso que fico bem mais feliz e sinto-me bem mais segura quando voo pela TAP. Agora os horários e malas perdidas, nem é bom falar… Mas em bom rigor não vejo coisa melhor nas outras companhias.
    Ah! Sim temos tripulação muito simpática e gira! e as fardas são das mais giras!

Os comentários estão fechados.