Ya meu!

No fim da tarde de sexta-feira, entrou pelo meu gabinete dentro e pediu-me um apoio financeiro para o taxi porque estava mesmo, mas mesmo muito, muito mal. Virei-me para o mais velho e disse-lhe “Caramba! Isso está mesmo mal!” ao que me respondeu com um inusitado “Ya meu!”, olhando para baixo. Não aguentei. Repeti o que me dissera, trocando a exclamação pela interrogação, enquanto me ria que nem um perdido. Desfez-se em desculpas, à chefia, ao director, à excelência, perante a minha galhofa. A espontaneidade é quantas vezes tão surpreendente quanto desconcertante. Estamos juntos M.

3 Respostas to “Ya meu!”

  1. Marco Craveiro Says:

    tahs a preparar um livro sobre relacoes laborais em angola? :-D dava jeito, tenho ouvido muita malta a dizer que eh complicado! :-D

  2. maria Says:

    Estamos juntos, Chefe! Bom feriado! :)

  3. miguel Says:

    Marco, é mesmo algo complicado mas nada de impossível ;) Apesar de tudo, já tive a minha dose de estar à frente dos cornos do boi. Agora levo uma vida bem mais pacata…

    maria, e que rico feriado foi eheheheheh

Os comentários estão fechados.