Pedras

Ia falar sobre pedras. As que tiveram direito a post, por aqui, em modo “light”. Mas o assunto é sério porque, com demasiada frequência, os embates têm consequências terríveis. Ainda ontem, tive que desviar-me in extremis de uma que, juro, palavra de honra, sinceramente [vou morrer assim]*, estava com um pé dentro da estrada…

Calhou, há uns tempos, passar em frente ao Bob’s, pouco tempo depois de um grave acidente de viação, onde vi o candeeiro mais ou menos no sítio, tirando a amolgadela, o enorme calhau, vermelho e branco, inerte, sem sentidos, a olhar para baixo e, a cerca de dois metros, um SUV desfeito mas ainda com os faróis acesos. O calhau cumpriu com a sua missão. O candeeiro lá estava.

Só me pergunto para que é que servem as pedras se com uma frequência surpreendente os candeeiros estão apagados?…

*para quem não conhece, música dos anos 90 do outro lado do continente e muito apropriada à situação.

2 Respostas to “Pedras”

  1. maria Says:

    Chefe, conta lá qtos candeeiros estão direitos no caminho prá ilha? Um, talvez dois… :D :D

  2. miguel Says:

    Sei lá eu! Mas pedras fora do sítio são aos pontapés…

Os comentários estão fechados.