Europeias 2019

Enquanto tomo o café, depois do jantar, decidi-me pela RTP3 e assisto, estoicamente, ao debate entre os candidatos dos partidos pequenos. Duas ausências: Marinho Pinto e André Ventura. Não gosto de nenhum. Mas é interessante perceber que, para o segundo, o futebol é mais importante.

Debate morto. Interessantes apenas o Sande (Aliança), o Tavares (Livre), o Arroja (Iniciativa Liberal) e o Júdice (PCTP/MRPP). Interessantes, ie, profissionais e, por isso, com um discurso estruturado, pensado, reflectido e sem tropeções. Visões bem diferentes de tudo.

Os outros, são o reflexo da desgraça que grassa por esse país fora. O PAN é aquela cena “ah os animais, coiso e tal”. Entendi. O do MAS, para além de ter o (eterno) Gil Garcia no 4º lugar, é feito de chavões e mais chavões e um rabo de cavalo à Iglésias. “Podemos”? Espero que não. Ainda não percebi o que é que o PURP defende (“eu sou mais velho?!”). O PNR é Portugal über alles (ouvi o tempo de antena deles na Comercial a caminho de casa e quase parava para vomitar). O Morais é uma seca. E quase que me esquecia do PTP (o do Coelho, da Madeira)…

Venham os grandes…

in Ground control to Major Tom…